5 dicas para arquitetura de padaria

Para se destacar perante a concorrência, existem várias maneiras. Podendo ser sobre a qualidade dos produtos, um bom atendimento, e principalmente um bom espaço planejado, pensando em circulação de clientes, áreas de descontração do seu dia corrido, ou apenas uma área para tomar seu café e ler seu jornal pela manhã.

Quer abrir uma padaria em São Paulo? Ou deseja reformar o seu espaço? Conheça a NeoGourmet, clique aqui!

Pensando nisso, aqui vai algumas dicas para arquitetura de padaria:

1.Caracterize o ambiente

Não é porque seu estabelecimento é uma padaria que precisa seguir algum tipo de padrão. Você pode inovar e criar um ambiente personalizado, se inspire em coisas que gosta e lhe trazem uma sensação de bem-estar, talvez algum tipo de desenho animado, filme, artistas, ou arquiteturas que lhe chamem a atenção.

Utilize materiais que estejam em alta, invista no que está em tendência, como pallet, paisagismo, entre outros, trazendo um ambiente moderno e inovador a seus clientes.

2. Contrate uma empresa especializada 

Antes de se iniciar uma reforma ou projeto do seu estabelecimento busque por um profissional especializado na área. Esse irá auxiliar na hora de decidir quais as melhores cores, materiais, e organização da sua padaria.

Ele entenderá suas necessidades, e ouvirá suas ideias, criando um projeto inspirando em suas propostas, com algumas sugestões de melhorias, abrindo espaço para novos conceitos, além de criar um projeto detalhado e realista, com imagens bem próximas de como será o trabalho final, evitando erros.

Um profissional especializado tem um amplo conhecimento, podendo criar soluções criativas para qualquer problema que veja a acontecer, além de serem pessoas de confiança, que se importam com seus interesses, e irão trabalhar ao seu lado para que tudo seja como o planejado.

Lembrando que a empresa especializada fará um cronograma detalhado, e irá se comprometer com o prazo de entrega, já que a padaria pode ou não estar em funcionamento, assim afetando os clientes caso mantenha a obra acontecendo por um longo período de tempo.

3. Defina suas prioridades

 Você precisa ter em mente quais as melhorias que quer trazer em seu ambiente, definindo quais são suas prioridades, como conforto, acessibilidade, ou estética do ambiente. 

Busque saber quais são as necessidades do seu consumidor, e tente harmonizá-las em seu estabelecimento, criando um espaço agradável para ser desfrutado por seus clientes, e para atrair novos. Se organize para manter o estoque, não deixando faltar produtos, também os mantendo organizados para uma melhor localização, criando setores específicos para cada um dos itens disponíveis.

4. Espaços para trabalho/estudo

Nos dias de hoje, muitas pessoas fazem trabalhos fora de um escritório ou empresa, sendo assim, crie um espaço para que seus clientes se sintam à vontade de sentar, e trabalhar enquanto consomem.

Tenha mesas com tomadas para que possam carregar seus aparelhos eletrônicos, uma boa iluminação e assento confortável, deixe com que se sintam cômodos, crie um ambiente que os faça querer ficar, e voltar mais vezes quando precisarem de um local tranquilo para trabalhar, ou estudar. 

5. Acessibilidade 

Todos sabemos que grandes estabelecimentos precisam ter acesso para pessoas com deficiência, é imprescindível o uso das rampas, banheiros acessíveis, assim como as mesas, e corredores mais largos para a locomoção de cadeirantes. Também deve-se fazer um balcão, tanto de atendimento quanto de self service, com uma altura considerável, além de, se possível, fazer algumas versões do cardápio em braile para os deficientes visuais.

Esses são pequenos atos de cidadania que podem ser de grande ajuda, e também será muito bem visto diante os olhos dos frequentadores do estabelecimento.

Essas são algumas dicas de arquitetura para sua padaria, e lembrem-se, todo investimento tem um retorno.

Grandes feiras internacionais de design e arquitetura

As pessoas então cada vez mais buscando aliar praticidade e beleza a móveis e acessórios para decoração. Para atender a essa demanda, os profissionais da área da arquitetura e design trabalham com muita inovação e criatividade, o que resulta em objetos mais bonitos a cada temporada.

Para apresentar os novos conceitos que em breve se tornarão tendência, os grandes designers e empresas expõem suas criações em feiras, onde montam ambientes inteiros, muito semelhantes a um espaço real. Ou seja, ao visitar uma destas feiras e exposições, além de conferir as novidades da arquitetura e design, você pode vivenciar uma experiência completa de ambientação.

Uma das principais feiras do mundo é a Salão do Móvel de Milão, que aconteceu pela primeira vez em 1961 e até hoje atrai pessoas do mundo todo. Com um enorme espaço para exposição, ela traz os grandes nomes da arquitetura e do design, sempre na vanguarda das tendências para a composição de ambientes.

A exemplo disso podemos citar a ausência de puxadores observada na última edição, de modo que os móveis podem ser abertos com um simples toque/pressão, ou puxando pelos espaços em L ou em C. O resultado é uma aparência muito mais limpa e agradável aos olhos. Um detalhe sutil que em breve será percebido em lojas do Brasil e do mundo.

Outro exemplo de grandes exposições é a Design Days Dubai, considerada a mais importante feira de design do Oriente Médio, que sempre traz importantes tendências de móveis e decoração.

A Nycx Design acontece em Nova York durante 2 semanas, com entrada gratuita em sua maior parte. Além de inspirar tendências, a feira em sua última edição trouxe uma importante reflexão sobre o consumo. Os visitantes também tiveram a oportunidade de adquirir objetos da exposição.

Em Paris, acontece a Maison & Objet, que já está em sua 20° edição. Um dos diferenciais dessa feira é que toda edição eles elegem um designer do ano, o que eleva a competição a patamares altíssimos.

E se seu interesse for nos acessórios de decoração, não deixe de visitar a Miami Art Basel, que acontece no Centro de Convenções de Miami Beach e já está na 17° edição. Por lá acontecem exposições de artistas de todo o mundo, e é considerada atualmente a maior feira de arte do planeta.

Não é à toa que diversos profissionais e amantes do design dedicam alguns períodos do ano para acompanhar estas exposições. Além de ser uma boa oportunidade para viajar, elas ainda possibilitam conhecer em primeira mão as grandes tendências mundiais da arquitetura e da indústria moveleira.

Como boa parte delas fica no exterior, não esqueça de providenciar o seguro internacional, que pode ser obrigatório em diversos países, principalmente no continente europeu. Não esqueça os calçados confortáveis e o bom e velho bloco de notas, afinal, haja papel e caneta para anotar todas a novidades que surgem anualmente nas grandes feiras e exposições. Profissional ou não, você certamente retornará com a mente cheia de ideias e pronto para colocar a mão na massa (ou no móvel).

Artigo produzido em colaboração com a www.assistentedeviagem.com.br.

placas de aquecimento solar em residencia

Aquecimento solar: saiba como funciona essa tecnologia

O aquecimento solar é uma tecnologia relativamente nova no Brasil e que está, a cada dia, conquistando mais adeptos, seja nas casas ou empresas. Devido ao tema sustentabilidade estar mais presente nos últimos anos, o ser humano está se tornando mais consciente quanto a necessidade de preservar o meio ambiente para as gerações futuras. E uma das alternativas para uma casa ser mais sustentável, é por meio de energias renováveis. Esse é o caso do aquecimento solar.

Quando você aquece a água da sua casa através do aquecimento solar, você está deixando de utilizar a energia elétrica e menos energia elétrica (que em grande parte no Brasil vem de hidrelétricas) é igual a um consumo mais consciente. Sem contar que a implementação do aquecimento solar para a água é uma alternativa mais barata quando analisada a longo prazo. Mas você sabe como funciona o aquecimento solar? Vamos te explicar.

Como funciona o aquecimento solar

Aqui vamos abordar especificamente o aquecimento solar para a água da sua casa ou empresa. Aquela água que vai sair das torneiras e chuveiros, poupando assim eletricidade e/ou gás.

O sistema de aquecimento solar lembra em alguns pontos o aquecimento de água através de aquecedores a gás com acumuladores.

Veja o passo a passo do funcionamento:

  1. Placas solares no telhado da casa ou empresa captam a energia solar;
  2. Essa energia solar é transferida para os canos da tubulação, que normalmente são de cobre;
  3. O cobre aquece, aquecendo com isso a água que passa pela tubulação;
  4. A água quente é depositada em um reservatório conhecido pelo nome de boiler;
  5. Esse boiler é revestido para que a água não perca calor;
  6. Existe um outro reservatório com água fria;
  7. É desse reservatório que a água fria é direcionada para os canos e aquecida indo parar no Boiler;
  8. Quando uma torneira ou chuveiro é acionada a água quente desce;
  9. Você regula entre água quente e fria em cada saída de água deixando assim a água de saída na temperatura que deseja.

Se você deseja saber mais a respeito dos aquecedores a gás, conheça a Fox Gás, que é especializada em instalação e manutenção de aquecedores a gás.

Vantagens do aquecimento solar

Agora que já vimos como funciona o sistema de aquecimento solar, chegou a hora de apresentar as suas principais vantagens.

Algumas já apresentamos lá no início, mas vale a pena ressaltar:

  • Menor gasto de energia elétrica;
  • Você consegue alcançar a temperatura desejada com muito mais facilidade do que em chuveiros ou torneiras elétricas;
  • A energia solar é uma energia renovável, ou seja, você não gasta recursos do planeta;
  • A longo prazo, a economia financeira é muito maior.

placas de aquecimento solar em cima da casa

Tem risco de eu ficar sem água quente?

Uma dúvida que ocorre muito é se você corre o risco de ficar sem água aquecida em sua casa se houver dias de muita chuva ou nublados, por exemplo. A resposta é não. Dentro do reservatório de água quente, existe uma resistência que pode ser elétrica ou a gás.

Quando a água não é aquecida de forma eficiente, como no caso de pouca captação da energia solar pelas placas, ou quando muita água é utilizada (como no caso de visitas na casa), esse sistema é acionado. Isso impede que você fique sem água quente em sua residência, mesmo em casos de muitos dias chuvosos ou de um gasto além do previsto. Então fique sossegado quanto a isso.

Não deixe de investir em uma fonte de energia renovável e contribua para um planeta mais saudável, preservando os recursos naturais para as gerações futuras. Se você deseja saber mais a respeito da energia solar, clique aqui.