Tapetes para sala de estar: como escolher e conservar

A decoração de sua sala está pronta, mas falta aquele toque final que só o tapete certo sabe dar?

Existem tantos modelos, formatos, cores e materiais de tapetes para sala de estar que é normal que você fique em dúvida sobre qual comprar.

Mas existem alguns truques para facilitar a escolha e deixar sua decoração mais especial, harmônica e aconchegante. Confira!

Como usar tapete na sala de estar?

A escolha dos tapetes para sala de estar pode ser crucial para compor o ambiente. Seja para torná-lo mais acolhedor, mais moderno ou sofisticado, para delimitar a área da sala ou dar um ponto de cor, cada modelo interfere no visual geral da sala.

Você deseja aquecer o ambiente ou mantê-lo mais fresco? Precisa dar a sensação de amplitude ou diminuir o espaço? Quer deixar sua casa mais jovial ou mais clássica?

Tudo isso pode ser determinado com o tapete ideal. Por isso, separamos algumas dicas para que sua decisão seja acertada.

Tamanho ideal: como definir?

Pode parecer óbvio, mas o tamanho ideal dos tapetes para sala de estar devem seguir as metragens do ambiente.

Assim, você não corre o risco de se empolgar na loja com o modelo que achou mais bonito e acabar comprando um tapete maior ou menor do que o espaço.

Portanto, meça as dimensões da sua sala e veja qual o tamanho de tapete que ficará harmônico e proporcional com a área de conversação da sala (sofá, mesa central e poltronas).

Isso fará com que a área da sala de estar seja delimitada e separada dos demais ambientes. Essa dica é útil principalmente para espaços muito amplos ou lofts, por exemplo.

É importante também considerar um tamanho maior para os tapetes para sala de estar – cerca de 20 a 30 cm -, para que a peça fique presa embaixo do sofá e evite acidentes.

Como escolher as cores?

O estilo do tapete deve seguir o estilo da decoração da sala de estar. Claro, tudo deve se basear no seu gosto pessoal, para que a sala tenha a sua cara.

Por isso, procure deixar a escolha do tapete para o final, depois que sua sala já estiver com os acabamentos e móveis definidos. As chances de acertar na escolha dos tapetes para sala de estar são muito maiores!

Amplitude

É interessante considerar que a cor tem capacidade de alterar a nossa sensação espacial.

Cores escuras, como preto, marrom, vinho e marinho diminuem o ambiente.

Já os beges, brancos, amarelos, passam a impressão de um ambiente mais amplo.

Estilo

As cores e estampas também definem o estilo da decoração. Os tons escuros tendem a ser mais elegantes e os tons claros dão um ar mais clean.

Estampas geométricas, como listras ou o Chevron (foto), deixam o ambiente muito mais moderno, jovial e ainda contribuem para alongar a sala.

Por outro lado, os tapetes persas dão um ar de sofisticação, elegância e ficam melhor se combinados com móveis antigos e madeiras mais escuras.

E se você deseja destacar alguma cor da decoração, opte por um tapete neutro que não chamará mais atenção que a peça colorida.

Coloridos

Tapetes muito coloridos podem chamar muita atenção e deixar a sala bem alegre. Se esse for o caso, escolha algum tom que combine com o restante da decoração para não destoar demais.

As cores quentes são ótimas para aquecer e dar vida ao ambiente.

Formatos: quais os mais adequados para cada ambiente

De modo geral, o formato do tapete deve seguir a dica que demos anteriormente, de delimitar a área de conversação.

Porém, o formato pode dar um diferencial para a decoração. O tapete redondo é ótimo para destacar objetos – como mesas e luminárias – ou para tornar a sala mais moderna.

O tapete retangular é capaz de alongar o campo de visão, aumentando o espaço, sobretudo em corredores.

Existem também os tapetes com formatos diferentes como flores e animal print, que tornam a sala de estar muito mais exclusiva. Aqui o tapete se torna a peça de destaque da decoração e, por isso, deve ser combinada com móveis neutros.

Se optar pela última sugestão, tente ser responsável e procure materiais sintéticos para fugir dos couros e peles de animais.

Tipo de tecidos

A escolha dos tecidos também é importante e transformam o ambiente.

Tecidos felpudos, de lã, suede, camurça ou algodão aquecem o espaço. Outros, como fibra sintética (náilon, poliéster ou acrílico), em geral, têm efeito contrário.

O couro é uma opção muito procurada, por conferir sofisticação, ser fácil de limpar e muito durável.

Os tapetes de sisal e outras fibras naturais têm a capacidade de deixar a sujeira menos perceptível, além de dar um toque rústico e uma textura a mais na decoração.

Portanto, pense bem qual a sua intenção e escolha um tapete que combine mais com seu estilo. Lembre-se de considerar que os tecidos naturais são mais resistentes e vão ficar bonitos por muito mais tempo.

Dicas de conservação

Porém, para manter seu tapete sempre com visual atraente, seja qual for o tecido, é importante saber como conservá-lo.

1.      Leia as instruções do fabricante

Muitas pessoas se esquecem dessa dica ou têm preguiça, nós sabemos disso. Mas é fundamental conferir as instruções do fabricante para manter o tapete sempre em boas condições.

Na etiqueta, você verifica a forma certa de lavar, qual o material utilizado, que produtos podem ou não ser aplicados sobre o tapete, entre outras informações.

2.      Mantenha-o limpo

A poeira, bactérias, ácaros e fungos que se acumulam ao longo do tempo danificam as fibras do tapete e ainda fazem mal à sua saúde e da sua família.

Por isso, semanalmente, é indicado higienizar o tapete com um aspirador de pó. Caso seu tapete seja felpudo, tome cuidado e passe o aspirador com certa distância das cerdas do tapete.

Fazer uma limpeza de tapete profissional regularmente, duas vezes ao ano, também é fundamental para conservá-lo, tirar manchas e eliminar completamente os microrganismos que causam doenças. Portanto, também vale pensar nessa possibilidade.

3.      Coloque-o sempre sobre uma superfície limpa e seca

Quando for lavar o piso de casa, sempre retire o tapete do ambiente. A água que se acumula nas fibras ou abaixo do objeto pode ajudar na proliferação de fungos que causam mofo, além de bactérias e ácaros – esses organismos adoram a umidade.

E nada de varrer a sujeira para debaixo do tapete, combinado? Como dissemos, a poeira prejudica a conservação.

Agora que você já sabe qual o melhor modelo de tapetes para sala de estar e como conservá-lo, é só comprar o que mais se adequa à decoração de sua casa e ao seu gosto.

Você verá que ele dará um toque todo especial, além de deixar sua sala muito mais aconchegante!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *